Fast Fashion X Slow fashion

Há pouco tempo fiz um post aqui no blog sobre consumo consciente (clique aqui para ler) que é uma das características do slow fashion. Por isso no post de hoje, vim falar um pouco sobre o slow fashion e sobre o seu oposto, o fast fashion.

FAST FASHION

Em português quer dizer moda rápida, parece ser algo muito bom, moderno, pois é com grande rapidez que chegam as novidades nas lojas, aparece uma novidade, no outro dia já está na loja para você comprar. 

Agora que apontei o seu lado "positivo" vamos para  negativo, o que está por trás dessa rapidez. Para produzir essas peças com tanta rapidez e um preço tão baixo, algo de suspeito está acontecendo. O fast fashion tem um alto grau competitivo e um baixo custo de produção, além da produção ser acelerada por causa do crescimento de consumo, o que causa prejuízos sociais e ambientais. Para obter preços tão baixos, os grandes empresários procuram por mão de obra muito barata em países em desenvolvimentos, como Bangladesh, Índia e China, com isso vem o trabalho escravo, com longas e exaustivas jornadas de trabalho para produzir muitas peças e salários irrisórios, além da falta de condições humana no trabalho, as peças são de péssima qualidade.

Com a grande rapidez que as novidades chegam, os produtos logo se tornam obsoletos, descartáveis. . O que faz com que a roupa tenha pouco uso, pois da mesma forma que você comprou com rapidez você se cansa dela, o que gera uma enorme quantidade de lixo têxtil e roupa não é descartável, roupa é pra ser durável. 



SLOW FASHION


Em contrapartida surgiu o slow fashion (em português significa moda lenta) que vem ganhando mais força e as pessoas estão criando uma consciência maior. A proposta do slow fashion é desacelerar a produção e esse consumo desenfreado e desnecessário, garantindo assim uma qualidade melhor do produto, além de humanizar o processo de trabalho. Tem a proposta de  incentivar um mundo consciente e com mais ética, com produtos mais duráveis (roupa não é descartável), menos poluição ambiental e condições melhores de trabalho.  A qualidade no trabalho reflete na qualidade da roupa.

É um conceito que preza por um trabalho autoral e valoriza a economia, cultura e mão de obra local. No slow fashion as peças são mais atemporais, o que faz com que diminua o descarte desnecessário de roupa, há muita produção artesanal, à mão livre, o lema é qualidade sobre quantidade. O consumo consciente, é uma das principais características do slow fashion. Quando se consome devagar e com consciência você acaba comprando menos e com mais sabedoria. É um comércio justo,o preço é um pouco mais elevado, devido a qualidade de trabalho e boa remuneração dos profissionais envolvidos na confecção.

Esse foi mais um tipo de post reflexivo, tenho feito posts assim, mostrando o outro lado do mundo da moda, o lado nada glamouroso, que é pouco abordado, mas é preciso ser dito e no fim desse post deixo um alerta: VAMOS DESACELERAR, PRECISAMOS DESACELERAR!!!!

Comente aqui embaixo o que você achou do post! 


CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu Comentário!